Exposição - Indisponível

Ukiyo-e

Obras primas de Hokusai e Hiroshige – Coleção Museu de Arte Fuji de Tóquio

img-responsive
Exposição - Indisponível

Ukiyo-e

Obras primas de Hokusai e Hiroshige – Coleção Museu de Arte Fuji de Tóquio

Acervo não disponível para solicitação

A tradução literal de Ukiyo-e é “figuras de um mundo flutuante”.

Também conhecido como estampa japonesa o Ukiyo-e é um estilo de pintura semelhante à xilogravura. Desenvolvida no Japão ao longo do período Edo (1603 – 1867), no início as monocromáticas gravuras eram impressas exclusivamente em tinta chinesa sumi. As cores começam a ser utilizadas com o aprimoramento da arte até que na segunda metade do século XVIII Hozumi Harunobu, conhecido como Suzuki Harunobu, desenvolveu a complexa e sofisticada técnica da impressão policromada Nishiki-e permitindo a produção de imagens com até dez cores. Esta evolução trouxe o aspecto definitivo do ukiyo-e, de cores vivas, delineadas e marcantes.

O ukiyo-e cresceu em popularidade na cultura metropolitana de Edo (antigo nome de Tóquio). As reproduções tinham como tema o cotidiano da vida urbana, com atenção especial às atividades e cenas da área do entretenimento, como belas cortesãs, lutadores de sumô e atores populares retratados em seus papéis de maior destaque dentro do teatro kabuki. Mais tarde as paisagens também se tornaram populares, como as séries de cenários das cidades principais do Japão, ou as várias “visões” do monte Fuji.

Acervo não disponível para solicitação